Pesquisar

Como foi o processo de licenciamento ambiental da UHE Estreito?

O processo de licenciamento ambiental iniciou com a apresentação do EIA RIMA ao IBAMA, o qual em abril de 2005, após inúmeras análises, concedeu a Licença Prévia (LP) para a UHE Estreito, o que significa que o empreendimento é ambientalmente viável. O IBAMA também analisou e aprovou o Projeto Básico Ambiental (PBA), que trouxe 39 programas ambientais que são desenvolvidos nas comunidades e na região, visando prevenir, mitigar e compensar as interferências sociais e ambientais ocasionadas pela UHE Estreito.

Após a aprovação do PBA pelo IBAMA, foi emitida a Licença de Instalação (LI), que autorizou o início das obras de construção da hidrelétrica.

Em novembro de 2010, o IBAMA concedeu a Licença de Operação (LO), autorizando o CESTE a dar início ao enchimento do reservatório e a operação da UHE Estreito,

Consorciadas

Engie Alcoa Vale InterCement